A cirurgia plástica como a integração do corpo à mente

com Nenhum comentário

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o Brasil é o segundo país no ranking mundial em intervenções cirúrgicas na modalidade. Elas crescem a um ritmo de 20% ao ano, lideradas pela lipoaspiração e as mamoplastias de aumento. Apesar deste crescimento constante, muitas pessoas ainda não acreditam nos seus benefícios e resultados naturais.

Dificilmente achamos uma pessoa que não tem algum detalhe em seu corpo que não lhe cause algum incomodo no aspecto físico. Os motivos são os mais variados e podem ser dados pelas características genéticas, envelhecimento natural ou outros fatores, como a variação de peso ou gravidez, que podem levar à problemas que afetam o seu bem-estar psicológico e social.

É justamente aí que a cirurgia plástica pode ajudar, integrando o corpo à a mente e reafirmando a auto-estima. Por isto, buscar soluções para os desconfortos físicos estéticos, sem exageros, faz parte em deixar a beleza ainda mais perfeita e a acompanha na busca pela adaptação no meio social. E o cirurgião plástico deve orientá-lo para que a expectativa de resultado seja atingida.

Hoje, as cirurgias plásticas são feitas procurando deixar cicatrizes nos locais menos visíveis, com o menor tamanho possível, para que esta não transpareça. Mas é sempre importante respeitar a reação de cada organismo, que é variável e também os cuidados do pós-operatório.

Caso tenha dúvidas, entre em contato comigo.

Deixe uma resposta