Só anestesia local?

com Nenhum comentário

Você certamente já foi informado que alguns procedimentos invasivos como lipoaspiração, rinoplastia e beflaroplastia, podem ser feitos com anestesia local. Provável também possa ter se espantado se o seu médico perguntou se você teve alguma reação alérgica à anestesias, como a de dentista! Mas calma, a anestesia local é segura e com certeza, se ela foi indicada pelo seu médico, dará conta do recado durante o procedimento, seja com ou sem sedação.

Certamente a cirurgia plástica é das especialidades que mais se valem da anestesia local, tanto na parte estética, quanto reparadora. Esse uso maior se dá por diversos fatores ligados pela diversidade das regiões anatômicas em que atua, que abrangem todo o corpo humano, seja no córtex motor, na pele ou no tronco nervoso.

Ao longo dos anos, muitas soluções foram utilizadas na tentativa de minimizar a dor provenientes de intervenções cirúrgicas: álcool, éter, clorofórmio, dentre outros. Mas apenas a partir da descoberta dos derivados de coca, tais como, a prilocaína, usada comumente na odontologia, e a lidocaína , para sedação de médio porte, que estas substâncias trouxeram total recuperação da função nervosa, sem que se evidenciasse dano estrutural às células ou fibras nervosas.

Geralmente os anestésicos locais são injetados na região do corpo que se deseja anestesiar e assim bloqueiam localmente as terminações nervosas, que passam a não mais captarem impulsos nervosos de dor ou das demais sensibilidades, sem afetar a consciência. O anestésico local também pode vir sob a forma de pomadas, cremes ou gel, para aplicações superficiais na pele ou mucosas.

Geralmente é indicada, entre outras aplicações, na revisão de cicatrizes, correções e suturas em pequenas áreas, normalmente superficiais.

Os efeitos colaterais dos anestésicos locais habitualmente são de pequena intensidade. Embora esses fármacos sejam administrados com precaução pode acontecer que reações secundárias como ansiedade, confusão mental, vasodilatação e reações alérgicas aconteçam.

Seu médico saberá orientar você para o melhor método anestésico, seja local, com ou sem sedação.

anestesia cirurgia plástica

Deixe uma resposta